Um feliz… Natal!

Está chegando ao fim mais um ano. Sim, por mais inacreditável que pareça, 2011 está com os dias contados. No meio destes últimos dias, eis que surge o Natal, essa data universalmente famosa e tão esperada. Esperada? Para alguns sim… para outros não.

O Natal é uma festa polêmica. Temos de tudo: uns amam, outros odeiam, uns gostam mais ou menos e outros nem ligam. Todos merecem respeito, afinal, cada um com seu cada um. Posso falar apenas por mim. Sou da turma que muda de opinião. Um dia fui muito feliz no Natal e esperava ansiosamente, com direito a contagem regressiva e tudo para que a véspera do dia 25 chegasse logo e assim eu pudesse estar com a família reunida e toda rodeada de presentes.

Sim, sim, eu era criança, obviamente. Todo ano, minha avó Selma montava aquela arvore enfeitada como manda o figurino e iluminada na medida certa. Eu era a ajudante. Enquanto ela se pendurava no topo da escada para colocar as bolas e estrelas, eu ficava na parte de baixo escolhendo o que entregaria a ela para colocar na nossa árvore maravilhosa. E então, quando estava tudo pronto, as luzes se acendiam e ficavam assim, alegrando a gente, por dias e dias. Na noite de Natal era aquela festa: primos reunidos, tios, pais, avós e o peru, é claro! O programa especial de Natal da Xuxa? Vetado na televisão…

Atualmente as coisas estão diferentes. Tudo mudou. O Natal encantado da vovó acabou e vive somente nas minhas lembranças e meu coração. Hoje não posso esperar que alguém construa isso para mim. Sou eu quem tenho que construir. O mundo deu a volta. Mas quem disse que sei montar a mesma árvore da vovó? Não, não sei, e nem tenho muita paciência para isso. O máximo que consigo é colocar minha guirlanda, a mesma de anos, na porta de casa.

Por isso, mudei de opinião, já não amo mais o Natal. Estou agora na fase dos que gostam mais ou menos. Há um quê de melancolia no ar… e acho que todos que já não têm mais aquela grande família reunida para passar o Natal se sentem um pouco assim. Depois que meu filho nasceu, voltei a ser uma pessoa natalina, afinal a criança traz de volta esse espírito, mesmo não sendo eu a criança. Com ele do meu lado e a família que estou construindo, acredito que um dia voltarei a amar o Natal. Quem sabe vovó Selma não me ensina por telepatia como fazer a árvore dos sonhos para que eu monte para meus filhos e netos? Quem sabe…

De qualquer forma, admiro de coração essa festa, que tem, sim, um significado e simbolismo especiais. O Natal é muito mais do que consumismo e é triste observar como cada vez mais ele tem sido encarado como uma data comercial. Natal foi feito para ficar junto de quem amamos, para reunir família e amigos, para enfeitar a casa. O presente não pode ser o personagem principal de uma festa como essa, apesar de ter seu grau de simbolismo também.

Posso não ter mais a vovó e nosso Natal perfeito, mas divido com vocês o legado que ela deixou: o amor acima de tudo! Esse é o verdadeiro espírito do Natal.

Jingle bells para vocês!

 

 

8 comentários em “Um feliz… Natal!

  • 05/12/2011 em 19:36
    Permalink

    Oi Ju, voce me conhece bem e sabe como eu sou, sempre vendo o lado bom das coisas e acho que e por isso que eu sempre amei o Natal!
    Aqui nos EUA, na Argentina ou no Brasil, nao importa, eu sempre me sinto felizinha no Natal! Amo ver as casas todas enfeitadas, os programas de fim de ano, os amigo-ocultos com os amigos, as festas, as musicas, etc. E verdade que e uma data muito comercial, assim como o dia das maes, dos pais, dIa das criancas, etc. E o capitalismo, fazer o que? O importante agora, pelo menos para mim, e construir um Natal magico para minhas filhas. Fazer com que elas acreditem em Papai Noel, contar que estamos festejando no nascimento do menino Jesus e justamente por isso e um motivo de festa e alegria. Adoro ver a carinha delas em volta da arvore na manha de Natal, abrindo cada presente, com seus olhinhos brilhando de felicidade e surpresa! Ensino tambem que e hora de doar os brinquedos que elas nao usam mais, pois existem outras criancas que gostariam de brincar com eles. Fiz assim com ate com a chupeta, ha 2 anos atras, quando elas deixaram as chupetas na meia do Papai Noel para que ele deixasse presentes em troca!
    Hoje em dia nao tenho mais ido ao Brasil nesta epoca (por causa dos precos das passagens!), mas trato de nao ficar triste por nao estar ai com meus pais, meu irmao e meu sobrinho. Tento aproveitar ao maximo tudo que temos aqui e sentir minha casa cheia de amor com a familia que eu e o Esteban construimos. Esse e o espirito de Natal!
    Um feliz Natal para voce e para sua familia linda, que eu amo muuuuito!!!

    Resposta
  • 05/12/2011 em 12:18
    Permalink

    Maravilhoso, vc me fez lembrar o quao maravilhosa foi essa Vovó Selma e como eram lindos os Natais em sua presença! Parabéns, bjss

    Resposta
  • 05/12/2011 em 12:03
    Permalink

    Jujubs,

    Esse Natal, com todos nós juntos, vai ser especial, principalmente para o Pepe e para a Clara; crianças sempre curtem mais!
    🙂
    Esperando ansiosos!

    Resposta
    • 05/12/2011 em 12:34
      Permalink

      Ai graças a Deus, teremos um verdadeiro Natal, de novo!!!!

      Vai ser muito bom esse ano!

      bjsss

      Resposta

Deixe você também o seu comentário