Que trânsito é esse?

Se tem uma coisa que tira uma pessoa do sério é o trânsito. Tem um retorno aqui perto da minha casa que, qualquer dia desses, enfarta um. Dá uma raiva, é um querendo passar com o carro por cima do outro e tudo resultando em um funil infernal. Cada dia que passa, o trânsito está pior. E não falo só do tráfego em si, mas das pessoas no trânsito e da falta de educação com que se comportam no meio das ruas.

Não sei se é uma coisa local, só aqui no Rio, ou se o Brasil todo está assim. Sei que basta uma saída rápida com o carro para se voltar irritado para casa. Uma loucura!

Tem alguns exemplos: o motoqueiro que vem como uma bala e quase leva junto o seu retrovisor, o cara que ultrapassa pela direita sem te deixar chance de defesa (se o reflexo não estiver bom, é acidente na certa), aquele carro que resolve andar grudado atrás quase empurrando a gente, o que freia em cima, o que ultrapassa o sinal na cara de pau e com imprudência máxima, o que anda como uma lesma na sua frente, os que andam fora da faixa, os que andam em ziguezague e por aí vai. Ah, tem  aquele que espirra toda a água que deveria ir para o para-brisa dele, que está desregulado, para cima do seu quando você acabou de lavar o carro.

Como já escrevi em outro texto, tudo beira a falta de educação e a falta de respeito ao próximo. Se todos tivessem isso, teriam também algo fundamental para se viver em harmonia na sociedade: a civilidade.

Para o bem da minha saúde, já parei de andar para cima e para baixo com o carro. Agora é só nos finais de semana e para levar e buscar meu filho na escola. Para o trabalho, vou de ônibus. Como é ônibus fechado do condomínio, acaba sendo muito mais confortável. Não tem stress, dá para ir dormindo, lendo, vendo um filme ou navegando pela internet, além de ser mais seguro. Porém, nem todos tem essa opção, então, por favor, para o bem da humanidade e para o bem da saúde dos que precisam realmente pegar o carro todos os dias, pegue mais leve nas imprudências no trânsito! E tenha mais atenção com quem está à sua volta… Você não é o dono da rua, ok?

Muito agradecida. Boa semana para vocês e até a próxima!

 

 

Deixe você também o seu comentário