A sedução do horóscopo de jornal

O  primeiro contato que tive com um horóscopo de jornal foi quando eu ainda era criança. Então, era comum o horóscopo ser colocado na página de passatempos e variedades. Eu não lhe dava atenção. Fazia palavras cruzadas, lia tirinhas de humor e o que mais de lúdico houvesse. Um dia, porém, reparei na tira diferente porque estava muito perto de outra, com historinhas que eu acompanhava: “Os amores célebres” e “Os criminosos selam seu destino”, ambas sobre histórias verídicas, isto é, cruéis e sanguinárias.

Percebi que nela as pessoas eram divididas por signos, com desenhos, dependendo da sua data de nascimento. Tive certeza de que o meu era Leão, ou, no mínimo, Escorpião. Mas eu era um carneirinho: Áries. Não me conformei. Fui estudar Astrologia.

Estudei, estudei, estudei, e me tornei Astróloga. Naquele tempo, calculavam-se os mapas astrológicos à mão — cálculos fáceis, mas chatíssimos e longuíssimos, e eu ainda desenhava o mapa a lápis, caneta e transferidor…

É claro que muitos dos cálculos feitos hoje eram deixados de lado, porque não dava tempo para calcular tudo e interpretar minúcias. Hoje, computador e softwares levam segundos para mostrar o Mapa pronto.

Fui chamada para escrever os ditos horóscopos no Última Hora através da sugestão de um amigo, que ia escrever uma coluna no mesmo jornal. Lá fui. Tudo combinado. Acredite quem quiser: o primeiro que entreguei foi manuscrito, para o espanto do editor! O ano era 1983. Depois, fui chamada pelo jornal O Globo, onde produzi horóscopos ininterruptamente até 2010.

Nestes mais de 20 anos, o horóscopo de jornal foi a ovelha negra da Astrologia. Os astrólogos se posicionavam como se nada tivessem a ver com essas pseudoprevisões.

Fui entrevistada algumas vezes para explicar como fazia o tal horóscopo diário. Expliquei sempre mais ou menos assim:

“Vamos combinar que nenhuma pessoa com um só neurônio poderia considerar que um horóscopo de jornal é uma PREVISÃO DIÁRIA PARA TODAS as pessoas daquele signo. Tem gente do mesmo signo no mundo inteiro; uns nascendo, outros morrendo, uns casando, outros levando um fora, alguns fracassando, outros realizando um sonho. Quem escreve sabe disso, e os leitores também. O meu se propõe a ser uma reflexão conjunta sobre algumas dentre as várias situações comuns da vida, e minha referência para a escolha de uma delas é o Mapa Astral de cada dia, simplesmente porque sou Astróloga. É uma parte do jornal que fala especialmente com o leitor, sobre suas questões do quotidiano, as inquietações que o acometem no seu dia-a-dia; é emocional, diário. Tudo que eu aprendo no decorrer dos anos vou passando para os meus leitores, que amo de paixão. Então, não é para enganar ninguém, não é por dinheiro, é por amor. Simplesmente ADORO fazer esse trabalho. Adoro poder passar adiante, num espaço exíguo de mídia, tudo o que já aprendi e continuo aprendendo sobre como lidar com as agruras e alegrias da vida.”

E o retorno dos leitores é tão compensador, tão agradecido, tão íntimo… Afinal, estamos juntos todos os dias!

Um ótimo fim de semana para todos nós!

 

4 comentários em “A sedução do horóscopo de jornal

  • 21/08/2011 em 12:46
    Permalink

    Cara Doutora,

    Então foram vocês os premeiros twitteiros? O horóscopo de jornal é o precursor do twitter, é o twitter analógico! 12 mensagens telegráficas postadas por dia em menos de 140 caracteres para todos os habitantes do planeta? Twitter!

    Todos esses anos passando os olhos pelos horóscopos e só agora eu me dei conta disso!

    Abraços!

    Resposta
    • 22/08/2011 em 17:36
      Permalink

      (Já lhe respondi, mas como não apareceu, envio novamente)

      Obrigadíssima, Doutor Magno!

      Você foi o primeiro a perceber o espírito da coisa; o quebra cabeças que é escrever um 12 textos de mais ou menos 250 caracteres (um pouco mais que 140), de modo que o este se refira ao Mapa Astral de cada dia, e ainda passe uma mensagem que faça sentido! Em 1 ano o escritor terá produzido 4380 textos evitando ao máximo as repetições de palavras, mudando ligeiramente o ângulo de certas situações de acordo com cada signo e o céu de cada dia; abordando pelo menos 1 dos assuntos de maior interesse humano: dinheiro, amor, trabalho, saúde e família. Eu twitto assim há 28 anos (122.740 textos) com apenas uma interrupção de meses em 2010, por motivo de força maior. O que só prova o que já disse: adoro o que faço! Agradeço novamente.

      Um grande abraço,

      Resposta
  • 20/08/2011 em 18:35
    Permalink

    Mesmo sabendo que “horóscopo de jornal” é somente um horóscopo de jornal eu leio todo dia.
    Acompanho seu horóscopo diário há muito tempo e gosto muito. Me conforta.
    Qualquer dia faço uma consulta particular… É muito caro?
    Continue escrevendo que continuarei lendo.
    Um abraço,
    Raul

    Resposta

Deixe você também o seu comentário